quarta-feira, abril 4

Almerindo Camilo

Almerindo se foi, coração tão grande não aguentou a mesquinhez da vida. Almerindo não se foi, ficará sempre em nossas prosas antigas no bar do Kabata madrugadas à dentro. Ainda ouço sua risada seca para dentro, às vezes silenciosa. Senso de humor apurado. Almerindo Camilo se foi, sentirei ainda mais falta de seus telefonemas de fim de ano, mais esperados do que presente de Natal. Até breve Almerindo, qualquer dia voltaremos a nos encontrar. Guarde espaço para nós à mesa da eternidade, assunto e boa companhia não irão faltar. Garçom, por favor, mais uma !


3 comentários:

Marilia Cunha disse...

Não conheci a pessoa a qual você se refere e passoupara a outra dimensão. Como diz o Falabella, foi para o andar de cima. Deve ser uma pessoa muito especial, para merecer homenagem tão linda.

Alexandre Cunha disse...

Nao conheci o seu amigo e já sinto a sua falta, tamanha a beleza de sua homenagem, sutil, simples e íntima. Bons amigos são assim mesmo, como irmãos, só que foi você quem os escolheu. Um abraço, Billy!

w h stutz disse...

Marilia e Alexandre,
Almerindo foi é especial em minha vida. Passamos muita coisa juntos. Ele, segui seu rumo mas não perdemos contato.

Discordávamos de muita muita coisa, até de no futebol, mas isso não abalava nossa amizade milímetro que fosse. Respeito, querência, amor fraterno. Sentimentos que não acabam com a ida para longe.